TEIXEIRA NO AR

Tudo sobre Teixeira de Freitas e Região!

Polícia Teixeira

Jojó mais uma vez é preso pela CETO após cometer furto na cidade

JOJÓ

Teixeira de Freitas: Mais uma vez policiais militares da CETO prenderam Joilson de Oliveira Silva, vulgo Jojó, 27 anos, morador da Rua Canadá, no Bairro Liberdade. Jojó é acusado de furto em uma padaria, no Centro de Teixeira de Freitas. Ele foi preso nesta segunda-feira, 13 de maio, por volta das 20h00 no Bairro Liberdade.

Segundo informações da polícia, o furto aconteceu em uma padaria localizada no centro da cidade, o qual subtraído do caixa, a quantia de R$ 40,00 (quarenta) reias; além de furtar dinheiro de uma vítima que estava na padaria, cujo valor o dono não soube informar. Ainda segundo a polícia, a padaria possui sistema de monitoramento e foi filmada a ação, fazendo com que os policiais reconhecessem o Jojó. A filmagem será apresentada à delegada plantonista, responsável pelo caso.

Jojo foi levado para a delegacia e apresentado a delegada de plantão, Drª. Rina Andrade. Em entrevista à nossa reportagem, Jojó nega as acusações e afirma que não comentou tal furto. Jojó é um velho conhecido da polícia, apresentando em seu currículo, diversas passagens pela mesma modalidade de crime, entre outras. Desde quando tinha 11 anos de idade, que existem registros de pequenos delitos cometidos por ele. Sua carreira criminosa começou cedo e continua a todo vapor.

JOJÓ 2

Jojó tem estado nas páginas policiais por diversas vezes, por furto e roubo e também por ter sofrido várias tentativas de homicídio, tanto de faca como de arma de fogo. A última tentativa que ele sofreu, foi no dia 12 de abril deste ano. Apesar de uma ficha criminal muito extensa e mesmo assumindo a maioria dos crimes cometidos, o acusado nunca ficou preso por muito tempo. Sempre acaba saindo rápido. Há informações de que apenas em um dos crimes cometidos por ele, que o levou a ficar preso por quase um ano.

A população não para de mandar e-mails, mensagens e ligações para a nossa redação questionando  por que este indivíduo não fica preso. São inúmeros os prejuízos materiais causados por ele e a cada nova prisão, a população acredita que vai ser menos um delinquente nas ruas, e, no entanto, não demora e ele está mais uma vez nas páginas policiais.

A população quer uma resposta. Tantos crimes assim não configuram reincidência e maus antecedentes? O que vai ser preciso para que esse indivíduo fique preso, cometer algum latrocínio?

Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *