TEIXEIRA NO AR

Tudo sobre Teixeira de Freitas e Região!

Polícia Regionais SLIDE HOME

“Jair Mototáxi” é executado com vários tiros em Itamaraju; ele já havia sido preso por tráfico

MOTOTAXI

Na noite deste domingo, dia 10 de julho, foi removido ao IML de Itamaraju, o corpo de Jair Carlos Gomes de Brito, o “Jair Mototaxista”, de 26 anos, que residia entre os bairros Vila Vargas e São Lourenço, na região central de Teixeira de Freitas. Ele foi morto com vários disparos de arma de fogo, quando conduzia um um Volkswagen Golf, de cor prata, placa policial KOW-6540, com o veículo ainda em movimento.

Segundo outros motoristas que também trafegavam na rodovia BR-101, no momento que aconteceu o crime, o carro de Jair foi interceptado por criminosos armados, que efetuaram pelo menos vinte vezes no Golf. Atingido na região do tórax, “Jair Mototáxi” perdeu o controle da direção e o veículo caiu numa ribanceira. Ele morreu na hora e sua namorada, Taís Evangelista Macêdo, acabou atingida numa das pernas, mas não corre risco de morrer. O casal e um segundo passageiro, identificado como Kiones Oliveira Evangelista, estariam retornando de Porto Seguro, onde teriam passado o final de semana. Kiones saiu ileso.

JAIR CARLOS 1

No banco de dados da 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas, consta que Jair Carlos Gomes de Brito, o “Jair Mototaxista”, havia sido preso pela Polícia Militar por volta das 17h50 de quinta-feira, dia 11 de outubro de 2012, no interior de sua própria casa, na rua Virgílio da Conceição, n° 36, no bairro São Lourenço, em posse de papelotes de cocaína. No momento da “batida” policial, outros dois acusados foram detidos no interior do imóvel e Jair acabou abordado, segundo a polícia, no momento que desfazia da cocaína no vaso sanitário. Os militares prenderam Jair e apreenderam porções molhadas do entorpecente.

Na época ainda foram apreendidos no interior da residência R$ 654,00 em espécie uma motocicleta. Após serem presos os três acusados terminaram sendo conduzidos e apresentados à Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes de Teixeira de Freitas (DTE). Após ouvir os acusados, o delegado Wendel Ferreira, então titular da especializada, indiciou “Jair Mototáxi” por tráfico de drogas, enquanto o irmão dele, Alex Gomes de Brito, de 20 anos e Breno Cardoso Pinto, 19, por associação ao tráfico. (Por Ronildo Brito)

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *