TEIXEIRA NO AR

Tudo sobre Teixeira de Freitas e Região!

Polícia Política SLIDE HOME

Ubaitaba: Políticos negam relação com vereadores acusados de fraude em diárias

Vereadores da cidade de Ubaitaba, no Litoral Sul da Bahia, Marco Alexandre Souza Liger (MDB) e Luiz Gustavo Lemos Magalhães (Binho) são alvos de uma denúncia de falsidade ideológica e improbidade administrativa, sob a acusação de falsificação na comprovação de diárias e de assinaturas.  De acordo com representação feita ao Ministério Público estadual (MP-BA) pelos também vereadores do município Uilson Santos de Oliveira, Baltazar Esteves Matos e José Nilton Lemos Viana, o rombo aos cofres da Câmara Municipal de Ubaitaba pode superar os R$ 53 mil. 

Segundo o documento, as falsificações acontecem desde o ano de 2017 e atestam a presença dos vereadores em reuniões em Salvador, que teriam acontecido nos gabinetes do então deputado federal Bebeto Galvão e do deputado estadual Sandro Régis (DEM), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia. Os dois, no entanto, negam a existência de relação política com os vereadores denunciados, assim como a possibilidade de emissão de tais comprovações, fato que reforça a denúncia já feita.

 No caso de Sandro Régis, a representação alega que as comprovações decidas à Câmara pelos vereadores listam encontros no ano de 2019 e em 2020, no período em que a Assembleia Legislativa já havia suspendido as atividades presenciais por conta da pandemia do novo coronavírus. 

Ao Bahia Notícias, o líder oposicionista afirmou que não há chance de seu gabinete ter assinado documentos, já que a AL-BA estava fechada no período. De acordo com as supostas comprovações, haveria acontecido reuniões com o parlamentar, em Salvador, nos meses de abril e maio, assim como nos dias 25 e 26 de janeiro, sábado e domingo respectivamente. 

“Não tem relação nenhuma com esses vereadores e com a Assembleia fechada não teria nem como nenhum assessor emitir esse comprovante. Pelo que consta, o processo e de falsificação. Fica claro que não temos nada haver com isso. Inclusive nem comigo votaram”, afirma Régis.

A mesma inexistência de relação política como os denunciados foi apontada pelo hoje suplente de senador, Bebeto Galvão (PSB). 

“A minha relação política na cidade sempre foi com a prefeita [Suka] e com a base aliada da prefeita.  Sempre tive o cuidado e zelo como orientação prática política de que no meu gabinete nós não assinaríamos nenhum documento de presença de qualquer vereador com assunto previamente agendado para eu ter a possibilidade de divulgar na minha agenda e publicar aquela reunião. Estranhamento fui procurado ontem, me dando conta desta denúncia que está em curso e vinculava meu ex-chefe de gabinete como pessoa envolvida. Primeiro que eu não tenho relação e nunca os recebi. A secretária que trabalha comigo há 10 anos verificou e não há nenhuma audiência realizada com meu gabinete e os dois vereadores, até porque eles sempre foram de oposição da prefeita”, relembra Galvão. 

“Em 4 de julho de 2018, como eu já havia manifestado a desistência da minha candidatura de reeleição para deputado,  havia uma possibilidade e então o chefe de gabinete se licenciou do cargo, cumprindo o prazo da legislação eleitoral. Então, posterior a isso, o chefe de gabinete já não estava mais comigo e nem eu os recebi. Inclusive, uma das datas utilizadas eu estava em Ilhéus. Não confere as datas, não confere a relação política com eles”, complementa. 

No gabinete de Galvão as assinaturas apresentadas nas comprovações são feitas pelo ex-chefe de gabinete, Alisson Gonçalves, mesmo após o período em que oficialmente prestava serviço ao então deputado. Vale ressaltar que as assinaturas propriamente ditas  são diferentes entre os documentos, apesar de “pertencerem” a mesma pessoa.

“Em uma simples análise dos documentos lá juntados, percebe-se a existência de falsificação grosseira, esdrúxula, amadora e que pode ser facilmente identificada por qualquer pessoa que não tenha habilidade na área”, aponta o relato apresentado ao MP-BA.

 

Por> Por: Bahianoticias

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *