TEIXEIRA NO AR

Tudo sobre Teixeira de Freitas e Região!

Polícia Teixeira

Teixeira: Delegado fala sobre a prisão de homicida e o esclarecimento de dois assassinatos

DELEGADO

Com a prisão do homicida Marcelo Domingas do Nascimento, vulgo “Ceteba”, de 18 anos de idade, morador do bairro Liberdade I, nesta cidade, fato ocorrido na manhã desta terça-feira (4) , policiais civis da 8ª Coordenadoria de Teixeira de Freitas,  coordenados polo delegado Marcos Vinicius de Almeida, conseguiram esclarecer dois assassinatos que vinham sendo investigados na cidade.

“Ceteba” foi apontado nas investigações da policia civl como o autor do assassinato que vitimou Vandinaldo Brandão dos santos, vulgo “Fusquinha”, de 34 anos, morador do bairro São Lourenço, em Teixeira de Freitas, morto com tiros na cabeça no início deste ano.

“Ceteba” confessou a autoria do crime de morte tanto para o delegado Marco Antonio Neves quando para a imprensa presente. Ele declarou que matou Vandinaldo, vulgo “Fusquinha”, em razão de uma dívida contraída pela vitima no valor de R$ 100 reais. Segundo o acusado, ele teria procurado a vitima “Fusquinha” para receber os R$ 100 reais, mas o mesmo teria recusado a pagar o valor. Momento em que “Ceteba” se armou com um resolver e em seguida voltou ao local e  atirou a queima roupa na cabeça da vitima.

Com a prisão de “Ceteba”, os investigadores da equipe do (SILC) Serviço de Investigação de Local de crime conseguiram esclarecer também o assassinato de Eduardo Santos Souza, vulgo “Corôa”, de 46 anos de idade, que morava no bairro Liberdade I, assassinado a tiros no dia 06/11/2012. Segundo o homicida “Ceteba”, a vitima que era conhecida como “Corôa” foi assassinada pelo seu irmão, um elemento de nome Isaque Domingas do Nascimento, também assassinado em Teixeira de Freitas no dia 19/01/2013.

Segundo os investigadores da policia civil, o homicida Isaque Domingas do Nascimento teria contado com o apoio de mais dois elementos para matar o “Corôa”, mas os mesmos não tiveram os nomes revelados pela policia civil.

Por Arnóbio Formosa/Teixeiranoar

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *