Teixeira no ar - Qual a leitura que se pode fazer da demissão de Anderson Pinto
cash loans online california
Bahia - Brasil -


Qual a leitura que se pode fazer da demissão de Anderson Pinto

Ao completar cerca de 10 meses do governo de Temóteo Brito, o Secretário de Esportes, Anderson Pinto pediu demissão do cargo pela segunda vez e o prefeito Temóteo Brito acatou o pedido sem fazer nenhum questionamento. Da primeira vez que Anderson pediu demissão, o prefeito não acatou e convenceu Anderson que deveria continuar no cargo.

Desta vez Anderson fez o pedido de forma pensada e determinado a sair do governo, sem contudo dizer na sua carta de demissão o real motivo, o que dá margem a várias interpretações. Na nossa coluna de número 51 nós antecipamos a noticia de que o mesmo iria pedir demissão, e fizemos a seguinte colocação: “Existem sinais evidentes de que a temperatura vai subir na política Teixeirense nos próximos dias. Se a Secretaria for entregue, é sinal de que a guerra, de fato, vai começar”.  Pois bem a coluna saiu na segunda de manhã, antes de Anderson fazer uma reunião com toda equipe na Secretaria anunciando a decisão e em seguida entregou a carta de renuncia, o que foi acatada pelo chefe de gabinete do prefeito Temóteo Brito.

Na nossa coluna dissemos também que no programa de Lucas Bocão ele vinha diariamente fazendo duras criticas ao governo de Temóteo. O que foi questionado pelo próprio Lucas pessoalmente, entretanto no seu programa no mesmo dia voltou a criticar Temóteo de forma mais dura ainda, antes mesmo de Anderson ter entregue a carta de renúncia, com isso a temperatura subiu, o que poderia acelerar o rompimento definitivo, entre os dois grupos políticos.

No dia seguinte, na terça feira, Anderson deu uma entrevista no programa de Bocão, e foi muito sensato e não colocou lenha na fogueira, pelo contrário,  jogou uma ducha fria na fervura e afirmou que saiu da secretaria mas continuaria incentivando o esporte através de outras formas e teria uma participação mais forte na vida pública da cidade. Com isso deu margem a entender que tem interesse na sua participação na política, seguindo a tradição da família cujo Pai, Francistonio Pinto, foi prefeito de Teixeira e deputado federal e deixou um legado na história de Teixeira como um homem humilde e amado pelos seus “pés de poeira”.

Anderson Pinto já tentou ser prefeito do município de Mucuri, quando foi candidato e perdeu a eleição em 2008, sem obter um resultado significativo. Entretanto tem carisma e o sangue da política corre nas veias e há quem afirma que poderá ser um futuro candidato a prefeito de Teixeira nas próximas eleições, porém ele não confirma isso, mesmo porque a eleição ainda está muito longe e muita água vai passar por debaixo da ponte. Se Uldurico Junior for reeleito, vai reforçar o Clâ dos Pinto, e com isso a segunda geração da família poderá voltar a ocupar um espaço maior ainda na política regional, uma vez que Baiano, Uldurico Pinto, Beto Pinto e Ubaldino Junior estão fora do jogo.

Se a família Pinto tem um futuro pela frente, a família Brito que hoje ocupa 3 prefeituras poderá continuar avançando na política de forma mais forte ainda. Se Wilsinho tivesse a capacidade de unir a família em torno do seu nome seria um forte candidato a deputado estadual e voltaria à assembleia legislativa. Entretanto dificilmente ele vai conseguir esse feito, mesmo porque, ele não plantou para que isso pudesse acontecer. Wilsinho foi eleito deputado em 2008 com o apoio do seu tio Temóteo, e se não tivesse esse apoio não seria eleito, entretanto quando Temóteo precisou do apoio dele em 2014 para ser reeleito, Wilsinho preferiu apoiar um candidato estranho na região, isso provocou a derrota de Temóteo, que perdeu por uma pequena diferença de votos e se tivesse os votos do Prado poderia ter sido reeleito deputado estadual. Faltou visão política por parte de Wilsinho.

Acreditamos que Temóteo irá apoiar para deputado um nome fora da família dando uma demonstração que é um líder regional e não quer apenas fortalecer o Clâ familiar, com isso se fortalece como líder para passar o bastão do seu legado político de mais de 40 anos na política, quando resgatou essa liderança se elegendo prefeito de Teixeira na última eleição, depois de ter sido eleito duas vezes deputado estadual e três vezes prefeito de Teixeira. Pelo visto Temóteo não pensa em reeleição, ele quer encerrar o mandato com chave de ouro, fazendo uma administração marcante, para consagrar o seu nome na história, como o maior benfeitor de Teixeira, uma demonstração disso, é o seu ousado plano de asfaltamento da cidade e também o desejo de transformar a saúde de Teixeira como uma referência na Bahia e até mesmo no Brasil. Por: Dilvan Coelho

Deixe seu comentário
NOTÍCIAS RELACIONADAS

contato@teixeiranoar.com.br
Contato - (073) 8803-3752 /9959-9170
Quem Somos
Fale conosco
Eventos Realizados