TEIXEIRA NO AR

Tudo sobre Teixeira de Freitas e Região!

independentes Política

Preso há 2 meses, Donadon pede para não ser cassado e diz que ‘tem fobia de andar algemado’

DONADONE R

Presente no plenário da Câmara dos Deputados para se defender do processo de cassação, que será votado ainda nesta quarta-feira (29), o deputado federal Natan Donadon (ex-PMDB-RO) – preso há dois meses – discursou para os colegas e voltou a afirmar que é inocente, clamando por absolvição. “Estou sendo tratado como um preso qualquer, um preso comum. Há 60 dias que estou preso, tenho sofrido muito. É desumano o que um prisioneiro passa. Só a verdade me trouxe aqui. Nunca fiz nada de ilícito e nunca desvie um centavo da Assembleia Legislativa de Rondônia. Essa acusação é um absurdo, é injusta! Amo a minha profissão e gosto de fazer política. Acreditem em mim. Quantos inocentes estão presos por aí…”, desabafou Donadon, condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por desvio de R$ 8 milhões da Assembleia de Rondônia. O deputado chegou algemado ao Congresso, mas discursou com as mão livres, pedindo clemência. “Pelo que é mais sagrado: eu não desviei, sou inocente… Peço uma oportunidade. Não tirem o meu mandato. Tenho fobia de andar algemado, ainda mais num camburão”, afirmou. Relator do caso, o deputado federal Sérgio Zveiter (PSD-RJ), afirmou que se trata de uma sessão difícil. “Essa sessão não é uma das mais agradáveis. A conduta pela qual Natan foi condenado é gravíssima, absolutamente incompatível com o mandato parlamentar. A sociedade tem o direito de receber uma resposta da Câmara. Devemos impedir que a sensação de impunidade se alastre”, pontuou. A votação é secreta e serão necessários 257 dos 513 votos para cassar o mandato de Donadon. Informações do site Congresso em Foco.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *