cash loans online california
Bahia - Brasil -


Preso; elemento que assassinou “Julão” mata colega de cela diz que faria tudo novamente

 

Um vídeo que acaba de ser postado no Youtube pelo site Prado Notícia, mostra o homicida Fabrício Santos Belo, de 18 anos, assumindo tranquilamente o assassinato do detento Gerinaldo Moreira Fidelis, de 24 anos, crime ocorrido no final da tarde desta quarta-feira (19), no interior da carceragem da Delegacia da Polícia Civil do Prado.

Com a confissão esse é o segundo homicídio atribuído a Fabrício, que já tinha assassinado com dez golpes de faca o também pradense Júlio César Alcântara Ramos, vulgo “Julhão”, de 51 anos, crime ocorrido no último dia 4 deste mês de fevereiro, na Praça de Eventos, região central do Prado. “Eu já conhecia ele aqui do Prado e agora que ele chegou para essa audiência, disse que ia me matar ou matar minha mãe. Dei uma facada, segurei ele pelo pescoço e joguei água quente na cara dele”, disse o assassino. Sobre se estaria arrependido de ter cometido o crime, Fabrício disse que não e esbravejou dizendo que mataria mais gente com facilidade. O detento Gerinaldo foi levado para a Delegacia do Prado, onde participaria de uma audiência na Justiça, mas nesta quarta-feira (19), após as supostas ameaças feitas ao também preso Fabrício, acabou sendo ataca de morto pelo colega de cela.

Como o homicida confesso Fabrício Santos Belo, de 18 anos, tem um porte físico menos avantajado do que o detento morto, a delegada Rosângela Santos, titular do Prado, permanece investigando a possibilidade de existir algum outro preso envolvido na morte. Também ainda resta saber como a arma usada pelo criminoso (faca) chegou no interior da cadeia. Na noite desta quarta-feira (19), após perícia de local comandada por peritos do Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), o corpo foi removido do interior da prisão para exames de medicina legal o IML de Itamaraju. A vítima residia no distrito de Guarani, interior do município de Prado. Questionado sobre a violência que usara no crime, o assassino Fabrício Santos Belo, de 18 anos, confessou que faria tudo novamente. (Por Ronildo Brito)

 

Deixe seu comentário
NOTÍCIAS RELACIONADAS

contato@teixeiranoar.com.br
Contato - (073) 8803-3752 /9959-9170
Quem Somos
Fale conosco
Eventos Realizados