TEIXEIRA NO AR

Tudo sobre Teixeira de Freitas e Região!

Polícia Regionais

Polícia Militar já prendeu o trio que arrombou e furtou armas e drogas do Fórum de Alcobaça

FURUM 1

Policiais militares da equipe do capitão Luiz Cláudio, da 4ª CIPM, da base do 13º BPM, já prenderam os três indivíduos envolvidos no arrombamento do Fórum Desembargador João de Almeida Bulhões, situado na Avenida Atlântica, na Orla Marítima da cidade de Alcobaça e por medida de segurança, após autuados pela Polícia Civil, eles foram recambiados para a carceragem da sede da 8ª Coordenadoria Regional da Polícia Civil de Teixeira de Freitas.

Conforme o titular da Polícia Civil de Alcobaça, delegado Robson Marocci, o crime aconteceu na madrugada do último domingo (08/09), quando elementos escalaram o prédio do Fórum e conseguiram acesso à sala em que a justiça armazena materiais apreendidos que são componentes dos processos, da qual sala, eles subtraíram duas espingardas calibre 28, um revólver calibre 32, 20 cartuchos intactos entre de calibres 28 e 32, além de uma pequena quantidade de maconha e a quantia de R$ 1.368,00.

Mas uma equipe da Polícia Militar sob o comando do 1º tenente Eric de Souza Lima, desencadeou uma diligência ininterrupta na caça pelos arrombadores, terminando identificando e prendendo as pessoas de Sebastião Tertuliano do Rosário, 31 anos, que já responde por crime de estupro e furto em Alcobaça, Natalício Alcântara dos Santos, 24 anos, e Fabrício Lima Conceição, 19 anos. Com os quais os PMs apreenderam todo material furtado das dependências do Fórum da comarca, onde cada objeto apreendido já foi localizado com receptadores diferentes, mas o dinheiro eles já haviam gastado.

O flagranteado Sebastião Tertuliano do Rosário, assume ter praticado o crime sozinho e alega que os outros dois companheiros localizados com as espingardas furtadas do Fórum apenas teriam comprado dele os produtos roubados, mas a polícia não está acreditando nesta versão na certeza que seja uma tática do trio e continua apurando os fatos para que versão correta dos acontecimentos seja devidamente relatada em conformidade ao ocorrido.

Por Átylla Borborema

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *