cash loans online california
Bahia - Brasil -


Desaparecido: Corpo de gerente de fazenda é encontrado em cova rasa

CORPO DE GERENTE

Depois de uma busca que durou dois dias, a Polícia Civil localizou, na tarde desta terça-feira (8), na zona rural de Eunápolis, o corpo de Luiz Carlos Seguro, 54 anos.

O corpo tinha sido enterrado em uma cova rasa na Fazenda Platina, região do Ponto Bahia, a mesma que Luiz administrava. Para dificultar o trabalho da polícia, os assassinos jogaram entulhos de um casebre demolido em cima da cova.

GERENTE 2

As buscas desta terça tiveram início por volta das 10h e se encerram às 16h, quando o delegado Cícero Feitosa e seus agentes localizaram marcas de pneus de carro que os levaram até uma área onde a terra estava revirada. O corpo de Luiz Carlos estava enrolado em um plástico.

A perícia informou que a vítima apresentava estilhaços de chumbo no rosto. No pescoço havia um corte profundo de facão, ferimento que, para o Departamento de Polícia Técnica, pode ter sido a causa determinante da morte.

Os fragmentos no rosto, segundo o delegado Cícero Feitosa, são compatíveis com os deflagrados por uma espingarda calibre 12, uma das armas encontradas enterradas perto do cadáver.

A espingarda vai passar por perícia. Um facão, que também pode ter sido usado no crime, já tinha sido apreendido e também vai ser examinado. Foram encontrados ainda dois revólveres e outras três espingardas de calibres diversos.

Seguranças são suspeitos

Luiz Carlos foi visto pela última vez às 18h de domingo (6), por um homem que também trabalhava na fazenda e que teria visto quando um segurança atirou no gerente.

Ainda de acordo com a testemunha, o suspeito e outros três seguranças da fazenda teriam fugido levando o corpo de Luiz Carlos no bagageiro de um carro modelo Fiat Uno, cor branca. O automóvel, que pertence ao dono da fazenda, não foi localizado.

Os seguranças, conforme a testemunha contou em depoimento, teriam sido trazidos pelo fazendeiro de Vitória (ES) para impedir que a sua propriedade fosse invadida novamente por trabalhadores rurais sem terra. O delegado declarou que vai investigar se os seguranças vieram mesmo do Espírito Santo. Os suspeitos estão foragidos.

Radar64

Deixe seu comentário
NOTÍCIAS RELACIONADAS

contato@teixeiranoar.com.br
Contato - (073) 8803-3752 /9959-9170
Quem Somos
Fale conosco
Eventos Realizados