cash loans online california
Bahia - Brasil -


Crime Passional: Presidiário do semiaberto foi assassinado por agente penitenciário, diz polícia

FOTO 1

Teixeira de Freitas: Após intensas investigações acerca do homicídio ocorrido por volta das 06h00 da manhã, desta terça-feira (23), o qual um presidiário do semiaberto foi morto com um tiro certeiro na cabeça, na Av. das Galáxias, no Bairro Bonadiman – a Polícia Civil chegou ao autor do homicídio em menos de 24 horas. Sob a coordenação do delegado Marcus Vinicius, os delegados Marco Antônio e Wendel Ferreira, elucidaram o assassinato e na tarde desta quarta-feira, 24 de abril, o acusado foi apresentado à imprensa.

A vítima trata-se de Hélio Conceição Manoel, 38 anos de idade, que residia na cidade do Prado e foi condenado a 16 anos de reclusão por ter assassinado a sua companheira, Elineura Viana Santos, em 30 de agosto de 2008, em um bar, na cidade do Prado – após ter dado um chute violento na região temporal da mesma, levando-a a óbito. Hélio foi assassinado quando saiu do presídio em sua bicicleta e, ao descer a ladeira que liga o bairro Bonadiman ao Vila Verde, foi abordado e levou um tiro na cabeça, morrendo imediatamente.

FOTO 2

Segundo informações dos delegados Marco Antônio e Wendel, ao ouvir testemunhas, empreenderam diligências e chegaram ao principal suspeito. Trata-se de José Antônio Carmo Pereira, 44 anos de idade, conhecido como Pereirinha, Agente Penitenciário, lotado no CPTF e morador da Rua Jardim de Alá, no Bairro Vila Caraipe. Os policiais foram até a cidade de Alcobaça na tentativa de prendê-lo, mas não logrou êxito. E na manhã desta quarta-feira, após uma campana na frente da casa do acusado, os policiais o prenderam e o conduziram até a delegacia. Após longa oitiva, o acusado foi caindo em contradição até que confessou ter assassinado o Hélio por ciúme da sua esposa.

Segundo Pereirinha, Hélio era amante da sua esposa e traiu a confiança dele, porque o levou para dentro de sua casa, dando oportunidade de emprego à vítima – que era pedreiro. Dentro de sua casa e na ausência dele, Hélio começou a dar em cima da esposa do acusado e estava tendo um caso com ela.

FOTO 3

Segundo informações do acusado, o Hélio chegou a comentar com outro pedreiro que ficaria com a esposa dele e se o filho do casal fosse o empecilho ele até o mataria. “Na manhã do crime eu fui tirar satisfação com o Hélio, e ele me agrediu com um soco no rosto e com golpes de capoeira. Então corri e peguei uma arma no carro e dei um tiro em sua direção”, disse Pereirinha.

Ainda segundo o acusado, ele não atirou com intenção de matar e nem imaginou que o Hélio teria morrido. “Num momento de fúria e medo atirei na tentativa de me proteger e assustar a vítima e em seguida fugir do local. Depois que fiquei sabendo que ele tinha morrido”, finalizou o acusado. O acusado também informou que a arma do crime está em uma residência de sua propriedade na cidade de Alcobaça, mas que apresentará a arma.

FOTO 4

O advogado criminalista, Dr. Gean Prates , que defende os interesses do acusado, informou que seu cliente agiu em defesa da honra e em defesa da família e do filho, mas que está arrependido e vai pagar pelo que fez. Pereirinha encontra-se custodiado na carceragem da 8ª COORPIN, à disposição da Justiça.

Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews

Deixe seu comentário
NOTÍCIAS RELACIONADAS

contato@teixeiranoar.com.br
Contato - (073) 8803-3752 /9959-9170
Quem Somos
Fale conosco
Eventos Realizados