TEIXEIRA NO AR

Tudo sobre Teixeira de Freitas e Região!

independentes Política

Com absolvição de ex-assessor do PP, processo do mensalão é encerrado

 

Os mJOAQUIM 1inistros do Supremo Tribunal Federal (STF) absolveram nesta quinta-feira (13) o ex-assessor parlamentar do PP João Cláudio Genu da condenação imposta pelo crime por lavagem de dinheiro no processo do mensalão. Com as condenações de 24 dos 38 réus, o STF concluiuo julgamento da Ação Penal 470 após um ano e meio e 69 sessões. Por 6 votos a 3, a Corte entendeu que o ex-assessor era um mero intermediário do esquema de recebimento de recursos do esquema. O tribunal também isentou o ex-deputado João Paulo Cunha (PT-SP) pelo mesmo crime, mas manteve a condenação do ex-dono da corretora Bônus Banval Breno Fischberg. Com o novo resultado, Genu ficará sem qualquer punição no julgamento. Antes ele havia sido condenado a três anos e seis meses por lavagem de dinheiro. Nesse julgamento, não participaram os ministros Gilmar Mendes e o presidente da Corte, Joaquim Barbosa. “O tribunal reconheceu que ele era um mero intermediário e aqui não foi feito prova convincente que ele tivesse participado do esquema de lavagem e conhecimento do esquema de ilicitude”, afirmou o ministro Luís Roberto Barroso. Na última sessão, em fevereiro, os ministros também decidiram absolver oito réus do mensalão do crime de formação de quadrilha. Entre os absolvidos estão o ex-ministro José Dirceu e o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, que escapam de terem que cumprir pena em regime fechado. Informações da Agência Estado.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *