cash loans online california
Bahia - Brasil -


Após se esconder debaixo de cama, mulher escapa de tiroteio que deixou dois feridos em Teixeira

TIROTEIO 1

O tiroteio aconteceu na tarde deste sábado, dia 26 de abril, por volta das 15h, na rua Ágata, no bairro Tancredo Neves, na região oeste de Teixeira de Freitas, quando uma mulher identificada como Alessandra Chaves da Silva, a “Patroa”, de 42 anos, estava almoçando em companhia de Sisnaldo Gomes de Souza, de 25 anos e um menor de 16 anos, quando dois elementos chegaram armados na porta de sua residência e dispararam várias vezes. Alessandra conta que a partir do momento que percebeu o objetivo dos atiradores, correu e se escondeu debaixo de uma cama temendo ser morta.

TIROTEIO 2

Pelas apurações iniciais da polícia o alvo dos criminosos era mesmo Sisnaldo, que já teria cumprido pena no Espírito Santo após ser condenado por tráfico, esse que foi alvejado por dois disparos. Na sequência o mesmo foi socorrido pelo SAMU ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), onde teve que ser submetido a uma cirurgia. As últimas informações dão conta que seu estado de saúde ainda requer muita atenção. Já o adolescente teria sido atingido de raspão e não corre risco de morrer.

Na casa onde aconteceu o tiroteio os policiais civis encontraram maconha e cocaína, além de várias cartelas de Dorflex e um pó branco semelhante a bicarbonato, substâncias usadas para aumentar o volume de cocaína pura. Em depoimento ao delegado Wendel Ferreira, titular da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), Alessandra Chaves da Silva, a “Patroa”, de 42 anos, afirmou ser apenas usuária e que os comprimidos e o bicabornato foram comprados por Sisnaldo.

TIROTEIO 3

 

Mais tarde uma equipe do Serviço de Investigação (SI) liderada pelo delegado Marco Antônio Neves, titular de Teixeira de Freitas, foi à casa de Sisnaldo Gomes de Souza, de 25 anos e lá localizaram 12 cartuchos de calibre 38 intactos, quatro pedras brutas de crack e uma trouxa de maconha.

Por enquanto “Patroa” continua presa à disposição da Justiça e a polícia aguarda agora uma melhora do estado de saúde de Sisnaldo, para que possa ouvi-lo. Como na casa dele a polícia encontrou munições e drogas, a hipótese mais provável é que o mesmo responda por posse ilegal de arma e tráfico de entorpecentes. (Por Ronildo Brito)

Deixe seu comentário
NOTÍCIAS RELACIONADAS

contato@teixeiranoar.com.br
Contato - (073) 8803-3752 /9959-9170
Quem Somos
Fale conosco
Eventos Realizados