TEIXEIRA NO AR

Tudo sobre Teixeira de Freitas e Região!

Polícia Teixeira

Após 24 dias policial civil atuado por concussão deixa a prisão em Teixeira de Freitas

SANDRO

O advogado Alex Gonçalves conseguiu no final da tarde desta segunda-feira (13/05), liberar da prisão na sede da 8ª Coordenadoria Regional da Polícia Civil de Teixeira de Freitas, o policial civil Sandro Pereira de Almeida, 40 anos, que estava recolhido na unidade desde à noite de sexta-feira do último dia 19 de abril, após ter sido autuado pela própria Polícia Civil por crime de concussão (Artigo 316 do CP), sob acusação que o agente almejava levar vantagens ao apreender dois carros de um casal de traficantes, por ocasião que foi preso em Mucuri onde trabalhava e apresentado na Polícia Civil de Teixeira de Freitas por uma equipe da CAEMA – Companhia de Ações Especiais da Mata Atlântica de Posto da Mata.

 

O policial civil Sandro Almeida alegou que estava investigando uma organização criminosa envolvida com o abastecimento de drogas nas cidades de Mucuri e Nova Viçosa e na noite anterior apreendeu dois carros (um Chevrolet Astra e um Volkswagen Fox), recolhendo os mesmos ao pátio do Complexo Policial sob a condição de liberação dos veículos até que o casal lhe desse a pista do chefe da quadrilha conforme combinado com o próprio casal, do qual o policial tinha conhecimento da sua ficha pregressa e inclusive dos seus mandados de prisão em aberto.

 

No decorrer da operação da Polícia Civil comandada pelo agente Sandro Almeida o casal João Batista Costa Lima, 40 anos, que é foragido do território capixaba onde tem 6 mandados de prisão em aberto por crimes de roubo e tráfico de drogas e Tayná Thomazi de Almeida, 32 anos, com dois mandados de prisão por associação para o tráfico e tráfico de drogas pelas comarcas de ContagemMG., e LinharesES., terminou preso pelos militares da CAEMA numa outra circunstância no distrito de Posto da Mata, no município de Nova Viçosa, onde o casal forneceu os nomes falsos para os militares e simularam que estavam sendo chantageados pelo agente em razão da apreensão dos seus carros e houve o entendimento dos militares que o agente estivesse almejando levar vantagem indevida direta ou indiretamente em razão da função e acabou lhe localizando e realizando sua prisão.

 

Sandro Almeida estava recolhido por força do flagrante delito lavrado pela Delegada Rina Andrade e no último dia 8 de maio, o juiz criminal da comarca de Mucuri, Leonardo Santos Vieira Coelho ao referendar o flagrante objetivando legitimar a prisão, acabou atendendo o pedido do advogado Alex Gonçalves, que ao invés de decretar a prisão preventiva do policial civil, decretou a prisão temporária de Sandro Almeida por apenas 5 dias e lhe afastou das funções policiais até durar as investigações sem prejuízo nos vencimentos do investigado. E nesta segunda-feira (13), a temporária venceu e o advogado Alex Gonçalves em posse de um alvará de soltura expedido pela substituta da vara criminal de Mucuri, juíza Tarcísia de Oliveira Fonseca, colocou o agente em liberdade.

 

Segundo o advogado Alex Gonçalves foi uma má interpretação que levou o policial civil à prisão e não poderá se permitir que a biografia de um policial da conduta de Sandro Almeida seja manchada dessa forma e informa também que está ficando provado que não houve extorsão e nem ligação dele com pessoas em atos ilícitos e nem existiu materialidade para caracterizar o crime de consussão e acrescenta que os próprios policiais da CAEMA dizem claramente nas suas oitivas que em momento nenhum se ouviu do casal preso a palavra extorsão ou qualquer exigência de dinheiro por parte do policial.

 

“O policial Sandro Almeida é natural de Teixeira de Freitas e está na Polícia da Bahia há 20 anos, sendo que 8 deles foram na Polícia Militar. É casado com uma policial militar e pai de duas filhas. É filho de uma família de conduta ilibada da qual 7 deles são policiais. Além de investigador da Polícia Civil, Sandro Almeida é pintor e artista plástico com belos trabalhos reconhecidos, ator de teatro e autor das peças teatrais mais famosas da cidade. Desportista desde criança e envolvido nos principais eventos culturais da cidade e atualmente se dedica as luta de MMA e goza de um grande prestigio na sociedade regional e não teria a mínima necessidade de se envolver em atos duvidosos para levar qualquer tipo de vantagem”, ressaltou o advogado Alex Gonçalves.
Por Teixeiranews

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *